Como passar na perícia médica do INSS

A perícia médica do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é uma maneira de a previdência analisar a necessidade de benefício de saúde ou não.

Esse exame é requisitado como padrão sempre que se pede aposentadoria por invalidez ou pagamento do benefício como inss auxilio doença, e é realizado nas dependências do INSS.

Esse é um procedimento burocrático que deixa muitos cidadãos com medo: se eles forem reprovados na perícia, não recebem o benefício financeiro e precisam retornar ao trabalho enquanto pedem outro atendimento.

Assim, aprenda como passar na perícia médica do INSS e assegure sua aposentadoria ou auxílio saúde.

Você deve ter um problema de saúde que o impeça de trabalhar

inss auxilio doença

A perícia do INSS se tornou muito mais criteriosa por causa das fraudes que alguns contribuintes já quiseram cometer. Infelizmente, há bastante solicitação de aposentadoria por invalidez ou de auxílio saúde que são baseadas em doenças inexistentes ou que não são incapacitantes.

Esse tipo de tentativa é identificado pelos peritos com facilidade e, dessa forma, o benefício é negado. Assim, a primeira dica é não tentar o benefício com uma doença que não o justifique.

Tenha um laudo médico para apresentar no INSS

Há cidadãos que têm depressão severa e que não conseguem trabalhar: nesse caso, é importante que eles tenham um laudo do psiquiatra explicando o tipo de depressão e quais são os tratamentos feitos. Nesse laudo, o médico tem de dizer que o indivíduo não consegue trabalhar e isso serve para qualquer outra doença para a qual se tenha acompanhamento. Além de possuir o laudo, vale dizer que ele precisa ser recente, ou seja, não ter mais de 90 dias.

Apresente receitas de medicamentos


A maioria dos contribuintes acha que só pode ser aprovado na perícia por causa de alguma doença, mas o benefício pode ser fornecido também pelo uso constante de determinada medicação.

Um indivíduo que trabalha com máquinas cortantes e desenvolveu labirintite, precisando tomar medicamentos que o deixam sonolento, não tem condições de continuar nas máquinas cortantes e tem direito ao auxílio saúde.

Por causa disso, é preciso levar à perícia médica todos os medicamentos que se usa regularmente.

Não discuta com o perito do INSS

É compreensível que o cidadão queira contestar a postura do perito ou a maneira como ele o examinou, mas isso não pode ser feito dentro do consultório.

O procedimento certo é preencher uma reclamação escrita, que pode ser pedida nos guichês de atendimento do INSS ou ser fornecida pelo gerente da unidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*